23 de outubro de 2012

Where The Wild Things Are


Sufocava-a o silêncio.A ponta do lápis não era gasta rápida o suficiente;a lentidão irritava-a.Não sabia o que acontecia;será que algo realmente acontecia? Tudo rodava deambulava abafava perante as quatro paredes;o silêncio tomava forma com a nebulosidade do devaneios.E então não pensava mais,perdia-se no nada.Embriagava-se de desespero e permanecia estática sentada no canto do quarto.Às vezes tomava fôlego e abria os olhos,outras respirava lentamente;chorou um única vez,amou pouco,e sussurrou demais.

4 comentários:

Marcela Melo disse...

uauu...
que sombrio, impetuoso, cativante, esmoecentee intrigante texto.
poderia usar várias palavras para descrever... mas resumo-o em fabuloso.
Gostei muito.

http://lapsosdeumamentebipolar.blogspot.com.br/2012/10/sonhos.html

Macaco Pipi disse...

QUe dignissimo!!!!!

Filipe Dias disse...

Belos simbolos, parabéns

Bia Muniz disse...

Oiiieee...passando aqui pra deixar um recado
(Video Novo) Make Azul com Delineado azul......Siga que eu sigo tb!!!!

http://youtu.be/5PgC5gHeLzI
www.makeolatras.blogspot.com.br

Postar um comentário