20 de novembro de 2010

Finais.

Eu não me dou bem com finais, eu não gosto
deles. Não gosto de pensar que algo terminou e nunca mais vai ser igual.Eu não gosto de como o relógio corre e nem de ouvir o tic tac deste me avisando que por mais que abrace forte, o tempo escorre pelos meus poros.Não gosto de finais porque finais levam a pensar no começo e, pensar no começo me faz olhar para trás e não gosto de olhar para trás,porque quando olho, tenho uma vontade louca de correr e ficar por lá.Na verdade não gosto de finais porque eles indicam passagem do tempo,indicam que cresci,e eu realmente não quero crescer,eu ainda espero o Peter Pan aparecer em meu quarto me chamando pra ir para a Terra do Nunca e a minha carta de Hogwarts que foi extraviada.Ainda espero coisas doces e totalmente inocentes.

9 comentários:

Matheus Ferreira disse...

muito boa sua reflexão, mais lembre que cada final representa um novo começo, AS VEZES não vale a pena perder esse novo começo, relembrando um que já se acabou.

parabens mesmo.

se tu quiser dar uma lida nos meus texto seria um prazer :)

beijão!

http://mahhvip.blogspot.com/

tavares. disse...

Seus textos são perfeitos e o blog não é diferente! Fiquei feliz com seu comentário e vi agradecer, dei uma olhada no seu perfil e fiquei mais alegre ainda ao perceber que temos mais coisas em comum. Harry Potter, coisas antigas, fanátismo pelos anos 50/60/70, sotaque britânico (possivelmente como o de Emma Watson), e o filme Sociedade dos Poetas Mortos. Muito bom gosto você tem!
Enquanto ao seu texto, você escreve super bem, é realmente uma pena que a nossa carta de Hogwarts tenha sido extraviada! Enfim... é isso. Você deve estar me achando uma louca de comentar isso tudo, mas é que quando vejo alguém com talento como você gosto de parabenizar!
Abraços,
até mais!

leo disse...

passado e lembrenças são excelentes Maria, mais temos que nos lembrar que elas nos ajudam a proseguir, e sempre que a nostalgia surgir devemos nos alegrar pelo que vivemos para assim poder ter novas lembranças a serem adquiridas.

beijos

leo

Rach disse...

Seu desespero por que algo não acabe é igual ao meu, eu entendo D:

Brad Pághanni disse...

Sem ser contraditório, com todo respeito - gosto muito do tempo. A forma com que ele trabalha. Acho simplesmente brilhante. Trato o tempo como um Deus, e não sinto muito medo dele. Eu sinto medo durante a decorrência, mas faz parte da vida.
Seu texto me prendeu.
Tive educação baseada na filosofia nigeriana.
No, entanto, gostei de ler sobre algo tão profundo. Excelente texto. Sem erros, vírgulas em lugares certos... Muito bom mesmo.

Francorebel disse...

Singelo, delicado.... achei bem femininos, o texto e o blog. Gostei!

Francorebel.

@tulio_rox disse...

Acho que ninguem gosta muito de "finais". É dificil saber que algo vai acabar e ponto. =/

Se puder retribuir:
http://entendaque.blogspot.com

Lee Way The Fucking Princess disse...

Tem um selinho pra você no meu blog, gata !

Déh disse...

Adorei o texto! :)

Meus pensamentos são iguais ao seus. Nesse sentido, eu também não gosto de finais. :/

Já estou seguindo o seu blog. :*

Postar um comentário