31 de julho de 2011

A Falta


Eu sinto falta.De coisas que já foram ou de coisas que ainda vão ser.
Falta do amanhã,do meu discman,do Natal de 1998.Da embalagem antiga do ouro branco e de como o tempo vai estar na quinta-feira que vem.
Falta do cheiro do perfume no frasco em formato de flor,da música que ainda não ouvi,e de você que talvez nem vou conhecer.
E às vezes,bom,às vezes sinto falta de mim.

8 comentários:

Alex Azevedo Dias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alex Azevedo Dias disse...

Sentir faltar de si e das coisas que ainda não são é justamente a estrutura meio familiar e meio estranha que nos faz o que somos: Ambulantes, vagantes, fixas, pessoas que não são e que por isso mesmo, excluem o vir-a-ser. Belíssimo!

Laís Escher disse...

adorei a postagem por sentir a mesma coisa!
é exatamente isso que dissestes *-*

Filipe Dias disse...

òtimo. Sintir falta do que virá é sinal de alguem que sonha vivamente, que quer sempre mais e que sabe que tera momentos que fara saudades.

parabens

http://umcontoemeio.blogspot.com/2011/08/casimiro.html

Thiago Nogueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiago Nogueira disse...

Eu sinto falta de coisas que eu vivi, vou viver, ou jamais viverei. Adorei o seu post!

flicts disse...

"E às vezes,bom,às vezes sinto falta de mim."
hm, eu sinto falta de absolutamente tudo, exceto de mim mesma...

Ah, assisti o primeiro episódio de Any Human Heart. Muito bom, já estou baixando os outros. Entendo você querer ler o livro, deve ser ainda melhor :)

Silon disse...

Um Liquidificador de emoções ...
Excelente textos !
Beijos...
Força Sempre !http://palavrasmarginais.blogspot.com/
Me segue lá também ...

Postar um comentário